Sustentabilidade e Arquitetura: qual a relação entre elas

REFERÊNCIAS fev 22, 2019 No Comments

De uns anos para cá estamos passando por um período de transição na forma de vivenciar e ver o mundo, onde muitos já optam por alternativas mais sustentáveis, procuram um contato maior com a natureza e estão dispostos a repensar seus atos para colaborar com um ambiente melhor, e nesse processo a arquitetura se faz importante, com a retomada de usos de materiais naturais, as estratégias para economizar energia elétrica e água potável, a busca pelo contato com o ambiente natural (relação interior/exterior), entre outros cuidados.

Então, por conta dessa busca pela integração do ser humano com o natural, o meio ambiente volta a fazer parte do cotidiano e isso reflete em mudanças nos espaços habitáveis.

Podemos resumir o termo sustentabilidade como um “desenvolvimento que permite o atendimento das necessidades das presentes gerações sem comprometer o atendimento das necessidades das gerações futuras”.

Ou seja, para uma edificação ser considerada sustentável, precisamos aliar RESPONSABILIDADE AMBIENTAL + VIABILIDADE ECONÔMICA + JUSTIÇA SOCIAL, em TODAS as etapas do seu ciclo de vida, ou seja, desde a concepção, passando pela construção, uso e manutenção e até uma possível demolição.




O modelo convencional de construção possui um orçamento irreal, pois os custos extras gerados pelos impactos negativos são pagos pela sociedade. Aquele material mais barato, pode ter consumido mais água em sua fabricação, ou pode conter substâncias nocivas… aquele entulho que podia ser reaproveitado, e/ou não foi descartado corretamente… materiais utilizados sem controle, sem planejamento, gerando lixo… o sistema de esgoto que não foi executado da maneira correta… tudo isso acarreta em problemas futuros para a região, então o valor inicial que saiu do bolso do proprietário pode ser baixo, porém ele e seus vizinhos poderão pagar pelo resto da vida com a sua saúde, seu sossego, e claro, também com seu dinheiro.

A adoção de estratégias que evitam, ou pelo menos reduzem os efeitos destes impactos negativos é chamada de Construção Sustentável (ou Green Building).

De modo geral, a diferença de custo fica em torno de 6% do valor da obra (considerando tecnologias que aproveitam a energia solar e captam a água da chuva, vamos falar só sobre isso em outro artigo, quando estiver pronto coloco o link aqui). E o retorno total do investimento normalmente se dá em até 4 anos, e isso sem mensurar outras vantagens de uma edificação projetada com preceitos sustentáveis:

  • redução no uso de recursos naturais
  • redução da poluição
  • desenvolvimento da economia local
  • formalidade nas relações de trabalho
  • eficiência no uso de recursos financeiros
  • valorização do imóvel pelo mercado
  • aumento de produtividade e da sensação de bem estar dos ocupantes da edificação

Texto de autoria da Arquiteta e Urbanista Vanessa De Negri

VENHA CONHECER O TRABALHO DO NOSSO ESCRITÓRIO

REFERÊNCIA ARQUITETURA – Estratégias Bioclimáticas e Sustentáveis

CADASTRE-SE E RECEBA NOVIDADES SOBRE O MUNDO ARQUITETÔNICO

O seu nome (obrigatório)

O seu email (obrigatório)

Refarq

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.