O que compõe um projeto de interiores?

O projeto de arquitetura de interiores é um conjunto de estudos de diversos fatores como ergonomia, conforto acústico e térmico, luminotécnica, entre outros, aliados com a estética e a funcionalidade do ambiente residencial, comercial ou corporativo, de acordo com as necessidades das pessoas que irão utilizar.

A arquitetura de interiores tem um papel fundamental no ambiente influenciando na rotina dos usuários, portanto o profissional deve entender as necessidades do cliente e também como o ambiente será utilizado para que o projeto seja elaborado de forma eficiente.


Compõem o projeto de interiores:

  • Layout: através de entrevista inicial com o cliente, será feito o levantamento de dados para o projeto, bem como o estudo do perfil do cliente, definindo assim as suas necessidades e objetivos, assim é feito um estudo de layout com a disposição do mobiliário.

  • Projeto Luminotécnico: elaborado a partir da análise de cada ambiente, considerando a função a ser desempenhada no local, da quantidade de luz necessária para o conforto visual, além de critérios econômicos e estéticos. Nele são definidos os pontos de iluminação, luminárias, tipos de lâmpadas, bem como o posicionamento dos interruptores.
  • Projeto de Instalações Elétricas: no qual serão demarcados os pontos elétricos (tomadas, pontos de informática, TV, telefone, som, condicionamento térmico, etc) posicionados a partir de layout pré-estabelecido.
  • Projeto de Paginação de Revestimento: onde são definidos os materiais dos revestimentos de piso e parede, como ficarão dispostas as peças, e como é feita a sua aplicação. Este cuidado garante que os revestimentos sejam aplicados na posição correta e de maneira correta, principalmente quando o revestimento deve formar desenhos específicos, ou casar juntas de piso e parede, por exemplo.
  • Projeto de Gesso: composto por desenhos que mostram as áreas projetadas com gesso acartonado, seja em paredes, nichos, molduras, forros, sancas, entre outros, para que o projeto seja executado corretamente.
  • Projeto de Móveis: composto por desenhos detalhados para a execução dos móveis sob medida, específicos para cada ambiente atendendo as necessidades do cliente, seguindo aspectos funcionais e estéticos, buscando a racionalização dos espaços.
  • Móveis Complementares: pesquisa e consultoria na escolha de móveis prontos (sofá, cadeiras, mesas, poltronas, camas…), buscando o conforto e harmonia do ambiente a partir do estilo, necessidade e orçamento do cliente.
  • Consultoria: auxílio na escolha de itens decorativos (tecidos, cortinas, almofadas, mobiliário pronto, entre outros) compatíveis com o estilo, cores e padrões estéticos.
  • Projeto de Paisagismo: complementar ao projeto de interiores, inserindo elementos naturais em harmonia com a decoração, propiciando um ambiente de relaxamento, descanso e conforto.






Resumindo, o projeto é composto por muito estudo e dedicação que tomam bastante tempo, além dos desenhos que é o que todos vêem!

Muitas vezes o cliente não entende a complexidade do serviço que está pedindo, e então acha caro imaginando que seria pouco trabalho ou então contrata consultoria e depois exige projeto completo. Pensando nisso listei os itens que podem compor o projeto de interiores de forma simples e fácil de entender, e então sempre que o cliente solicitar algum serviço posso indicar este artigo, e vocês também! A ideia é passar o texto para o cliente que não sabe o que está pedindo, para que o diálogo fique mais transparente e que seja uma experiência de trabalho boa para ambos! Sem injustiças!

ASSINATURA_VANESSA17


Fonte utilizada para escrever o artigo: http://vivianrizzon.blogspot.com.br/p/o-que-compoe-um-projeto-de-interiores.html

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *