A HISTÓRIA DAS JANELAS FALSAS

”Deus dá ar aos homens, a lei o vende”     Victor Hugo


Quem for atencioso vai reparar que nas regiões mais antigas da França existem prédios com janelas fechadas ou apenas pintadas em suas fachadas. Estas janelas falsas chamam a atenção pelo realismo de suas pinturas feitas à mão, que enganam quem está passando pela rua.


1

2


Durante a Revolução Francesa, no ano de 1798, foi criada uma lei que estabelecia a cobrança de um imposto sobre a quantidade de janelas e portas das edificações, uma maneira de cobrar mais impostos dos ricos, que reagiram contrários ao imposto e fecharam suas janelas para economizar este valor.

Este imposto permaneceu válido durante 128 anos, sendo extinto apenas no ano de 1926.


3

4


O imposto das portas e janelas acarretou em vários apartamentos insalubres e mal arejados, podendo seus moradores sofrerem de várias doenças.

”De acordo com Victor Hugo, em Os Miseráveis – no capítulo 4, do Livro primeiro, primeira parte – um imposto sobre as portas e janelas: na França haveria, segundo a personagem que fala, 1 320 000 casas de camponeses com apenas três aberturas; 1 817 000 com apenas duas aberturas e 346 000 “cabanas” com apenas uma abertura: a porta, de forma a obviar ao imposto).”

fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Habita%C3%A7%C3%A3o


5

6


Post por:

ASSINATURA_VANESSA17


CADASTRE-SE E RECEBA NOVIDADES SOBRE O MUNDO ARQUITETÔNICO

O seu nome (obrigatório)

O seu email (obrigatório)


1

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *