Casa de Cultura Lufredina Araújo Gaya / Esteio

Obra: Casa de Cultura Lufredina Araújo Gaya

Cidade: Esteio / RS

Ano do Projeto: 1991

Ano da Construção: não informado

Área Construída: 2.260,00m²

Arquiteto: Flávio Kiefer – Arquiteto pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Diretor da empresa Kiefer Arquitetos desde 1991, e Diretor do Instituto da Cultura da PUCRS desde 2012.

Principais obras do Arquiteto: Edifício Curumim, Escola Infantil Ilha da Pintada, Escola Infantil Santa Rosa, Casa Lutzenberger, Casa de Cultura Mário Quintana, Centro Cultural CEEE Érico Veríssimo, Vila Santa Thereza, OSPA, entre outros.


A edificação é simbólica para a cidade, além de ter um uso importante para a população que desde a sua construção carece de edificações com arquitetura marcante e atrações culturais.

casa-de-cultura-de-esteio


A edificação fica localizada no município de Esteio/RS, na Rua Padre Felipe, número 900, no centro da cidade. A sua fachada principal está voltada para o Norte, conforme podemos perceber nos mapas abaixo.

mapa1

mapa2


A Casa de Cultura de Esteio foi construída para atender uma população de 70 mil habitantes, que necessitava de investimentos nessa área e de valores simbólicos que representassem a cidade. A edificação foi projetada para suprir não apenas a cidade, como também a região próxima, com teatro, cinema, biblioteca, oficinas de artes cênicas e visuais, artes infantis e sala de exposições, funcionando como um minicentro de convenções com conferências, seminários, entre outros usos relacionados a cultura que sejam necessários.

          O projeto foi desenvolvido no ano de 1991, e nesta época se demonstrou uma preocupação com a carência em edificações culturais e também arquitetônicas na cidade. Esteio não possui uma ‘’identidade arquitetônica’’ e ainda hoje carece de edificações projetadas através de um estudo aprofundado e que possuam características arquitetônicas marcantes, o que reforça a importância do prédio da Casa de Cultura.

‘’Nas sociedades avançadas do mundo contemporâneo, o desenvolvimento é medido, cada vez mais, por índices de qualidade de vida. Os parâmetros, portanto, deixam de ser puramente econômicos (objetivos) e passam a ser principalmente culturais (subjetivos). O ser humano integral, inteligente e criativo, consumidor interativo de informação, cultura, arte e lazer, ocupando o lugar do enfastiado consumidor de produtos industriais, mais do que uma utopia, será, sem dúvida, a meta do século XXI”.           FLÁVIO KIEFER, 1991


Planta_baixa_terreo

Planta baixa do pavimento térreo

Planta_baixa_2Pavimento

Planta baixa do segundo pavimento

Fachada_principal

Fachada principal

Corte_AA2

Corte_BB

Corte_CC2

Corte_FF2

Corte_GG2


As características mais marcantes da Arquitetura Contemporânea são a pluralidade, diversidade e agregação de usos, conceitos, materiais e técnicas. Na edificação analisada podemos perceber o cuidado minimalista de técnicas e materiais, bem como a preocupação com usos e funções de cada espaço, pensando nas pessoas que irão utilizá-los.

Possui indícios de uma arquitetura bem atual, apesar de já ter passado 14 anos desde seu projeto. Possui formas fragmentadas e distorcidas e uma mistura de técnicas construtivas e materiais, que se fundem e formam uma edificação peculiar, mas bela e funcional.


casa_de_cultura_1_flavio_kiefer

casa_de_cultura_6_flavio_kiefer

casa_de_cultura_11_flavio_kiefer


Post por:

VANESSA


CADASTRE-SE E RECEBA NOVIDADES SOBRE O MUNDO ARQUITETÔNICO

O seu nome (obrigatório)

O seu email (obrigatório)

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *